14 janeiro – Mais nascimentos em 2010, com Lisboa e Porto a liderar

Natalidade

Mais nascimentos em 2010, com Lisboa e Porto a liderar

por Lusa
14 Janeiro 2011

Portugal registou um aumento de 1900 nascimentos em 2010, em relacção ao ano anterior, com subidas mais significativas nos distritos de Lisboa, Porto, Coimbra, Leiria e Setúbal, e descidas acentuadas em vários distritos do norte.

De acordo com Laura Vilarinho, responsável da unidade de rastreio neo-natal do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), em 2010 foram realizados 101.800 “testes do pezinho”, correspondentes ao mesmo número de nascimentos. Em relacção a 2009, foram registados mais 1900 nascimentos. Segundo Laura Vilarinho, este aumento “não foi generalizado no país”. O distrito que mais cresceu foi Lisboa, seguido do Porto, Coimbra, Leiria e Setúbal. Nestes distritos, os aumentos foram na ordem dos 150, 200 nascimentos, adiantou.

A diminuição dos nascimentos foi mais acentuada nos distritos de Braga, Aveiro e Viana, com decréscimos na ordem dos 200. Sobre os resultados dos testes ao pezinho – através dos quais são rastreadas 25 doenças, entre as quais o hipotiroidismo congénito, que em Portugal tem uma prevalência de um caso em cada 3200 nascidos – Laura Vilarinho revelou que estes são semelhantes aos anos anteriores. Em cada 1320 crianças rastreadas, uma revelou ter uma das 25 doenças rastreadas. A patologia mais frequente é a fenilcetonúria (uma doença hereditária do metabolismo do aminoácido fenilalanina).

A cobertura deste rastreio é na ordem dos 100%. Criado em 1979, o Programa Nacional de Diagnóstico Precoce começou por incluir inicialmente apenas o rastreio da fenilcetonúria. Este rastreio é realizado mediante recolha de sangue, através de uma picada no pé do bebé, que deve ser recolhido entre o terceiro e o quinto dia de vida.

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1757327

Deixar uma resposta